O portão (Guerreiro)

O PORTÃO Por Walter de Queiroz Guerreiro Tinha diante de si o portão. Alto, extremamente alto, não tão largo quanto seria de se esperar e com uma aparência de solidez espantosa. Transmitia algo de incomum, como haviam lhe descrito, quando o visse não teria a menor dúvida de estar diante da passagem. Olhou a muralha […]

Mais...