João Hansen Junior

JOÃO HANSEN JUNIOR

JOÃO HANSEN JUNIOR (*1915, Joinville-SC +1995, Joinville-SC), então Diretor-Presidente da empresa Cia. Hansen Industrial

João Hansen Junior nasceu no ano de 1915 e faleceu em 18 de janeiro de 1995, em Joinville/SC. Seu pai, João Carlos Bernardo Hansen era tecelão e acreditava que seu filho deveria seguir um caminho semelhante. Contratou um alfaiate de renome para ensiná-lo, mas após alguns dias, o profissional procurou João Carlos para afirmar que seu filho era muito inteligente e que alfaiataria não era sua vocação real.

Então, aos 14 anos, Joaõ conseguiu seu primeiro emprego como office-boy da Perfumaria Jasmin. Em 1934, com 19 anos, foi promovido a guarda-livros da perfumaria e, tempos depois, a consultor para assuntos financeiros. Estudou contabilidade e na década de 1940 já foi escalado a gerente da Jasmin. Na mesma época, João ficou responsável por regularizar a documentação e contas de uma empresa que passava por dificuldades: a Albano Koerber e Cia, que fabricava os pentes Tigre, feitos de chifre de boi. Arrojado, buscou um empréstimo, e aos 26 anos, tornou-se dono da pequena fábrica desses pentes.

Desde muito jovem, João Hansen Junior revelou-se um profissional respeitado e admirado. Seu nome foi se disseminando pelo crescimento da empresa no decorrer dos anos. Grande empreendedor que era, acreditava no poder da mudança e investiu no plástico como um material inovador e de diversas possibilidades. Matéria-prima muito explorada na Europa e nos Estados Unidos, porém nova no nosso país. Foi assim que João diversificou a produção da fábrica de pentes acrescentando cachimbos, leques, piteiras e outros utensílios plásticos.

Entre 1952 e 1953, a empresa comprou as primeiras máquinas de extrusão e granuladores, conduzindo a fábrica à fase dos plásticos flexíveis. Após uma viagem à Europa para visita a uma grande feira de plástico, algo específico se formara na mente de João: o PVC rígido. Com esse material criou a primeira linha de tubos roscáveis, o que resultou em uma revolução e quebra de paradigmas, visto que poucos acreditavam que não poderia haver algo melhor do que tubos de ferro. Foi um novo salto para as mangueiras plásticas e os tubos e conexões de PVC. João acreditava que o plástico seria a melhor alternativa e grande solução para instalações hidráulicas. Sua visão pioneira e atitude inovadora passaram a constituir o DNA da Tigre, gerando identidade, valores e posturas que se mantiveram e que são responsáveis pela história de inovação e liderança da Companhia.

João Hansen tornou-se famoso também pela inovação no marketing. Iniciou diversas ações publicitárias, nas quais ninguém havia pensado antes, tais como peças de demonstração. Fundou as Escolas de Aperfeiçoamento Tigre para capacitar novos profissionais, o Manual Técnico Tigre e escolas móveis de treinamento – os Tigrões. Sob o comando de João Hansen Junior, a Tigre nasceu, cresceu e se tornou referência no ramo no Brasil e no exterior.

Em 1991, ao descobrir seus problemas cardíacos, João Hansen Junior, então com 76 anos, decidiu afastar-se dos negócios, e seu filho Carlos Roberto Hansen foi confirmado como presidente executivo, assumindo também a presidência do Conselho de Administração e da holding JHJ.

Hoje a Tigre produz as mais completas linhas de tubos e conexões de PVC do mundo, com as melhores soluções para a realização do sonho da casa própria, para uma infraestrutura inovadora e para agricultura moderna e sustentável.

Inovação, pioneirismo e pessoas capazes de transformar sonhos em realidade são a base da história da Tigre, que começou em 194.

 

(Pesquisa e redação, Nelci Seibel)

 

Referências

 

www.tigre.com.br – www.clicrbs.com.br em:

Principal»Enciclopédia»Economia»João Hansen Júnior

By on 9 de setembro de 2011 Economia, Enciclopédia

Inovação e Liderança: Veja, 25 de janeiro de 1995; Edição n° 1376, –  Pág; 89.

Fonte da imagem: http://www.pinceistigre.com.br/pt/images/historia_1.jpg

COMPARTILHE: