ROBERT AVÉ-LALLEMANT

ROBERT AVÉ LALLEMANT

ROBERT AVÉ-LALLEMANT (*1812 +1884)

Dr. Robert Avé-Lallemant, médico alemão que nos legou um belo retrato da Joinville recém-nascida. Avé-Lallemant formou-se em medicina na Alemanha e estabeleceu-se no Brasil. Ao clinicar no Rio de Janeiro, destacou-se ao identificar importante surto de febre amarela, só posteriormente reconhecido pela Academia de Medicina. Foi então nomeado diretor de um sanatório e chegou a trabalhar no Conselho de Saúde do Império.

Retornou à Alemanha por problemas de saúde da esposa. Quando voltou mais tarde ao Brasil, veio como explorador. Fez longas viagens pelo Brasil, do Rio Grande à Amazônia, registradas em livros publicados na Alemanha e traduzidos no Brasil.

Em Santa Catarina testemunhou os primeiros tempos da Colônia Dona Francisca, como bem anotou em seu livro Reise durch Süd Brasilien: “A travessia de São Francisco à colônia alemã de Dona Francisca é lindíssima… O cenário da margem é magnífico e mesmo grandioso. Em volta se ostentam os píncaros ao brilho do sol do meio dia. Em torno de ilhas verdejantes murmuram docemente as límpidas ondas do mar e cada vez mais perto assomam as serras. ” Mais tarde: “Esta graciosa cidadezinha composta de casas ajardinadas chama-se Joinville. Com 2500 habitantes, é o ponto central de toda a colônia, a residência da nova pequena Alemanha que se está formando em volta da mata virgem”. Avé-Lallemant morreu em Lübeck aos 72 anos, sendo lembrado lá e aqui, como explorador e importante sanitarista.

Foi escolhido como Patrono da cadeira ocupada pelo Acadêmico-Fundador Cyro Ehlke, atualmente pertencente a seu 1º Sucessor, o Acadêmico Ronald Moura Fiuza.

Fonte da imagem: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6c/WP_Robert_Christian_Ave-Lallemant.jpg

COMPARTILHE: