📕 Vocabulário de palavras infrequentes (Hilton)

VOCABULÁRIO DE PALAVRAS INFREQUENTES 

Contribuição: HILTON GORRESEN

Aborígine – Que nasceu no país ou local onde mora; primitivos habitantes de um local, antes de entrar para a história, de origem desconhecida. O contrário de exótico.

Acrimônia – azedume, tratamento indelicado, aspereza, rispidez.

Ad referendum – decisão tomada, a ser referendada por um conselho ou assembleia.

Adrede – intencionalmente, propositadamente (crime adrede preparado)

Adstringente – que comprime, aperta, (diz-se de algumas frutas, suco do caju…)

Álgido – muito frio, gélido

Alpendre – varanda coberta.

Aluir – derrubar, desmoronar, arruinar

Alvíssaras – boa notícia, provém do árabe e se espalhou na península ibérica; sentido original: presente que se dava a quem trazia boas novas.

Anódino – inofensivo, inócuo, insignificante

Apanágio– características de alguém (apanágio dos bancários). Antigamente: parte de terras doadas pelo rei a seus filhos não herdeiros.

Apóstata – que renega uma religião, que deixou o sacerdócio.

Avexar ou vexar – deixar envergonhado, humilhar, ou dar maus tratos.

Bisonho: inábil, principiante, novato, inexperiente,

Blandícia ou blandície – ato de ternura, carícia; adulação.

Blenorragia – gonorreia

Calembur – jogo de palavras pelo som, trocadilho.

Castiço – vernáculo, sem estrangeirismo, de casta, ling. correta

Caudal – vazão de um líquido, ímpeto

Caudatário – que segura a cauda de manto, em cerimônias; partidário, seguidor, dependente de algo ou alguém.

Cenestesia – sensações interiores do indivíduo:  medo, ansiedade,angústia, etc.

Cinestesia – sensação de movimentos do corpo. É também usada a palavra em Neurolinguística, significando a apreensão da realidade preferencialmente através de sensações do tato, olfato, gosto, etc.

Circunspecto –  que mantém atitude séria e reservada; que encara com cuidado todos os aspectos de uma questão.

Colo – (1) parte do corpo que compreende os ombros e o pescoço; (2) regaço, parte que vai da cintura ao joelho de uma pessoa sentada.

Contribuir – “pegar junto”, fazer algo com outros = contribuir em (Cleo contribuiu na seleção dos acadêmicos); fazer doação = contribuiu com/ para (Contribui para o lar dos meninos). (José contribuiu com duas latas de leite); colaborar = contribuiu para (Macuco contribuiu com o meu livro).(Esse show contribuiu para o sucesso do evento).

Cooptar – atrair alguém para um partido, ideia, ideologia, movimento, etc.; aliciar.

Corporação – conjunto de pessoas associadas para uma causa ou objetivo comum; associação de pessoas com afinidade profissional, daí…

Corporativismo – movimento de uma classe (política, por ex.) com o fito de beneficiar-se.

Decúbito – posição de quem está deitado (dorsal, ventral ou lateral)

Deletério – que prejudica a saúde, que corrompe, que destrói, causa dano.

Desacorçoado ou desacoroçoado – desanimado, sem esperança, sem ânimo.

Desbragadamente – descaradamente (mentir);

Descalabro – ruína, decadência, escândalo, grande desorganização.

Deslumbrar – maravilhar (se), encantar (se); tornar-se convencido; ofuscar-se (pela luz).

Destrinchar ou destrinçar – esclarecer, esmiuçar.

Dispneia – falta de ar.

Diuturno – de longa duração; trabalho diuturno.

Doesto (doésto) insulto, injúria, acusação.

Ecumênico – de âmbito geral, que congrega pessoas de diferentes credos de ideologias.

Edema – inchaço

Elucubrar – meditar, ponderar, conjeturar, trabalhar após horário, à noite.

Emérito – sábio em uma arte ou ciência;

Empoderar – dar poder, investir autoridade.

Entronizar – elevar ao trono; enaltecer, tornar sublime; e.em: introduzir

Enxúndia – gordura animal, banha

Epígono – discípulo, continuador da obra; imitador

Epônimo – nome de pessoa que designa locais, épocas, enfermidades, etc, (mal de Parkinson, era Dunga, Darwinismo, óleo diesel, etc.)

Esbugalhar – abrir muito (os olhos)

Escandir – medir versos, contando as sílabas; pronunciar destacando as sílabas.

Escorchante – que escorcha, que arranca a pele; (preço) abusivo

Escrutínio – votação em que se utiliza urna, urna, apuração dos votos; exame minucioso.

Esgrouvinhado – revolto, desgrenhado, descabelado.

Engruvinhado (ou engorovinhado) – amassado, amarfanhado

Espaventado – amedrontado, assustado; cheio de presunção pelo luxo que ostenta.

Espaventar – assustar, amedrontar; exibir luxo ou riqueza, demonstrar orgulho, vaidade.

Especar – 1. Escorar, amparar; 2. Estacar, ficar inerte, parado.

Especular – pensar sobre algo sem base concreta; pesquisar, buscar informações. Negociar para lucrar com as oscilações do mercado.

Estafermo РPessoa parada e embasbacada; basbaque. O que dificulta a realiza̤̣o de algo; estorvo; in̼til.

Estentóreo – voz… voz forte

Estertor – respiração de pessoa que está agonizando (últimos estertores)

Estroina – boêmio, desocupado, que joga dinheiro fora.

Estultice – estupidez, tolice

Estuporar – cansar-se muito, exaurir; causar dano, estragar; cair em estupor.

Expugnar – tomar à força de armas, conquistar, vencer.

Extemporâneo – que ocorre fora do tempo desejável ou apropriado; que não é característico do tempo em que ocorre.

Extremoso – carinhoso demais, desmedido, exagerado (cuidado extremoso).

Felação – chupetinha, sexo oral.

Felonia – traição, deslealdade, maldade.

Féretro – caixão, esquife.

Filarmônica – orquestra mantida por sociedade privada. (Toda filarmônica é sinfônica).

Forreta – avarento, sovina.

Frisa – Camarote acima da plateia.

Frisante – borbulhante

Frisar – encrespar (o cabelo); enrugar; 2. destacar.

Hipocorístico – apelido familiar (Netinho, Quincas, etc.).

Hirsuto – que tem os pelos grossos e duros (barba hirsuta), crespo, eriçado.

Hirto – imóvel, parado, sem flexibilidade, hirsuto (cabelo duro)

Imbricar – sobrepor (coisas, ideias); dispor objetos uns sobre outros (telhas)

Impostar – emitir a voz corretamente.

Imprecar – rogar pragas, praguejar.

In pectore – nomeado sem ter os requisitos necessários, por uma autoridade, geralmente na Igreja (cardeal nomeado in pectore pelo Papa).

Increpar – repreender, acusar pesadamente, recriminar, censurar.

Increpar – reprender severamente, acusar, censurar

Indefectível – certo, que não falha, “que está sempre ali”, ex: o indefectível copo de uísque ao lado.

Indigitado – apontado (como culpado), indicado para algo, indiciado.

Inefável – indescritível, indizível (alegria inefável); encantadora (presença inefável).

Inerme – sem armas, desprotegido.

Injunção – uma das formas do texto (comandos, pedidos, perguntas, etc); o que não se enquadra nas demais formas.

Inóspito – local sem condições de ser habitado; o contrário de pessoa acolhedora.

Insidioso – enganador, traiçoeiro; que prepara ciladas.

Insólito – pouco comum, raro, não costumeiro.

Instar – pedir com insistência, rogar, suplicar.

Insueto – não comum, desusado, desabituado

Intempérie – fenômeno climático extremo; desgraça, catástrofe, acontecimento infeliz.

Intempestivo – que ocorre em ocasião imprópria, inoportuno, súbito, imprevisto

Interstício – pequeno espaço entre partes de um todo, fenda, greta.

Inzoneiro – cheio de manhas, dissimulado.

Irreprochável – perfeito, que não merece reproches, críticas; impecável.

Irrisório – risível, ridículo, que faz rir.

Jacobino – democrata exaltado, nacionalista radical.

Lassear – afrouxar

Lassidão – cansaço, fadiga, tédio

Liturgia – conjunto de práticas em culto público de uma entidade religiosa

Lixivia – solução de soda ou de cinzas vegetais usada para clarear roupas.

Magote – grande quantidade de pessoas ou de coisas.

Merencório – melancólico, triste.

Mexilhão – o que chamamos de marisco. Na realidade, como vimos em Portugal, mariscos são catalogados os moluscos e crustáceos.

Mirabolante – espalhafatoso, extravagante, vistoso em excesso.

Molhe – (mólhe)  cais, beira-mar, malecón, quebra-mar, etc.

Nababo – espécie de vice-rei entre os turcos, quando dominavam a Índia.

Nave (de uma igreja) – espaço central que vai da porta até o altar.

Negaça – engano, logro, drible, finta, chamariz

Negacear – seduzir, iludir por meio de negaças.

Outeiro – colina

Palrar (palrrar) – tagarelar.

Pechada – batida de carro, encontrão.

Peremptório – decisivo, definitivo, que extingue, que causa perempção (jurídico).

Proselitismo – sectarismo, empenho em conseguir adeptos, doutrinação: proselitismo político.

Recalcitrante – obstinado, teimoso; que não volta atrás.

Recamar – enfeitar, forrar, cobrir (de alguma coisa).

Regurgitar – expelir excesso de alimento, refluxo; transbordar.

Rufião – cafetão; que se mete em brigas facilmente; conquistador.

Rútilo – que tem brilho forte; cintilante.

Sacripanta – pessoa desonesta, desprezível.

Saracotear – rebolar, mexer-se; não parar quieto, movimentar-se.

Sariguê – gambá (nordeste)

Sedição – revolta, rebelião.

Semental – relativo à semente; castiço

Serôdio – que vem fora do tempo, tardio, extemporâneo.

Sinestesia – em Literatura, cruzamento de sensações: “ouvir estrelas”, doce melodia, etc.

Sobremaneira – bastante, demais

Sôfrego – voraz, ávido por alguma coisa, sedento por

Talarico (gíria) – que dá em cima do (a) namorado (a) de alguém.

Temerário – perigoso, audacioso; sem fundamento, contestável.

Tempestuoso – muito agitado, violento,; que causa tempestade.

Tergiversar – usar de rodeios, desculpas, hesitar.

Trincar – morder, cortar ou prender com os dentes; rachar, picar, mastigar.

Trinchar – cortar em fatias (carne); dividir em pedaços.

Túmido – dilatado, proeminente, grosso, volumoso, saliente.

Túrgido – dilatado, inchado, cheio.

Variegado – diverso, diferente; que apresenta cores de diversos matizes.

Veleidade – ideia excêntrica, fantasia; leviandade, presunção, vaidade.

Vilipendiar – desprezar, considerar vil ou sem valor, rebaixar.

Violácea – que tem a cor da violeta.

Volátil – que se evapora; que pode voar.

Vulcanização – tratamento dado à borracha para torna-la mais resistente e flexível.

Xibolete – Utilização fonética (pronúncia) que distingue um povo (ão; ménino, etc.)

COMPARTILHE: