📓 Discurso de posse de Reginaldo dos Santos

Boa Noite a Todos os presentes e aqueles que nos assistem através das Mídias Sociais desta Academia.

Cumprimento a Presidente da Academia Joinvilense Maria Cristina Dias, o Vice-Presidente Dr. Ronald Fiuza e a Secretária-Geral Else Santana Brum e em seus nomes cumprimento todos os acadêmicos presentes.

Cumprimento os seletos integrantes da Mesa o Presidente da Câmara de Vereadores de Joinville Maurício Fernando Peixer, o Secretário Municipal de Cultura Guilherme Gassenferth e o Presidente da OAB de SC Rafael Horn, e ao vereador Cassiano Ucker autoridades, imprensa, acadêmicos, convidados e aos meus amigos e familiares que hoje aqui me prestigiam. E a minha confreira Maria de Lourdes Bello Zimath, que hoje também toma posse.

Agradeço a Deus por viver este momento ímpar na minha vida a posse como acadêmico nestaseleta Academia Joinvilense de Letras.

Agradeço mais uma vez a Presidente Maria Cristina pelo incentivo para que eu oficializasse a minha inscrição para esta Academia.

A professora Else Santana Brum, sempre diretora da Escola Municipal João Costa, Escritora, mulher do seu tempo, que nunca me deixou desistir do sonho de integrar esta academia. Que merece ter sua história contada em uma biografia.

Ao acadêmico José Carlos Vieira que defendeu e apresentou o meu nome a esta academia. O meu agradecimento a toda família Vieira, o Xuxo, o Djalma e o saudoso Tunico, que me permitiram escrever a biografia da sua mãe a professor Herondina Vieiraa que se transformou no livro Dona Herondina: AProfessora de Joinville. Uma mulher extraordinária ícone da educação de Joinville e do Estado de Santa Catarina, responsável pela formação de milhares de Joinvilenses.

A Mari a minha mulher que sempre sonhou comigo os mais diversos sonhos. Ela num gesto de amor indescritível transformou seu coração em útero para que pudesse ser pai de dois homens maravilhosos meus filhos Guilherme Jorge e Gustavo Jorge aqui presentes. Não nasceram de nós, nasceram para nós.

Agradecimento aos meus pais Jorge Paulo dos Santos de saudosa memória, vereador da primeira Legislatura no município de Piçarras e minha mãe Isaura, que tem 93 anos e que em função da pandemia não pode estar conosco hoje. Se pudesse estaria, com certeza, disputando o microfone comigo. Foi com ela que aprendi ter eloquência na fala e mais que isto respeito e humildade para com todos os meus amigos.

Aos meus irmãos Ângela, Anildo, Airton (inmemoriam), Idinamar, Dorceli, Dulcine, Nelson e Anselmo (in Memorian). E aos meus cunhados, sobrinhos e afilhados.

Ao Jornalista Luiz Veríssimo aqui representando os amigos da Imprensa através do Fome de Bola, time de futebol da imprensa que se reúne as segundas-feiras para jogar bola e atualizar informações.

Ao Altair Nazário representando a mesa de Jornalistas e intelectuais do Café do Jerke. Mesa famosa da cidade. Quem tomar café com este grupo e se ausentar mais cedo, deixe representante, pois vira assunto.

Ao Ilson Amaral e a Sandra do Movimento de Casais da Igreja Católica. Amigos que fiz na caminhada e os tenho como irmãos. Nossa amizade não tem preço.

A Talita Miranda do Ministério de Música Marcas da Promessa. Um dos principais Ministérios de Música da Igreja Católica. Jovens com a vida estruturada e ganha quededicam seu tempo para evangelizar a Juventude Católica.

  1. A diretora Marta Bonardi e a Auxiliar de Direção Ivonete Mayer da Escola Municipal Nelson de Miranda Coutinho. Marta esta pessoa extraordinária que tem sempre um sim firme para todas as propostas de ação com os alunos. Ali tenho um trabalho extracurricular de Rádio Escola com alunos do 6ª ao 8ª ano. A escola que dirige pulsa trabalho e organização. Um exemplo a ser seguido. Nesta escola fui recebido com muito amor e carinho por todos: direção, professores e funcionários. A Auxiliar Ivonete Mayer, que não mede esforços para que a escola tenha o seu pleno funcionamento.

A Diretora Rute Ribeiro da Escola de Ensino Médio Nagib Zattar que me recebeu de braços abertos para trabalhar em uma das eletivas do Novo Ensino Médio. Onde desenvolvo o inovador trabalho de rádio escola com os alunos do ensino médio. Que já ganhou reportagens e citações em importantes órgãos de comunicação da cidade.

Aos Professores Marcelo Arndt e FrancineArndt da Escola Municipal Oswaldo Cabral aqui representando todos os professores das redes públicas Municipal e Estadual desta cidade. E a auxiliar de Direção do Oswaldo Cabral Adriana Hasse, representando o corpo diretivo da escola e o diretor Carlos.

Edson Pinheiro parceiro do meu próximo livro os “piores cafés de boteco de Joinville”. Com este amigo troquei as melhores experiências e ideias em diversos botecos da cidade tomando café, muitas vezes de apresentação e gosto discutível.

A Logomarca da Academia Joinvilense de Letras tem uma frase latina: Domus Amica, Domus Optima que na sua tradução literal significa: Uma Casa de Amigos é a Melhor Casa. É assim que chego a Academia Joinvilense de Letras a casa dos Amigos. E é assim que vou pautar o meu discurso nesta noite especial para a nossa cultura.

Chego para ocupar a cadeira de número 29 que tem como Patrono Otto Boehm, seu pai Carl Boehn comprou de Ottokar Doerffel o primeiro Jornal de alemão de Santa Catarina o Kolonie Zeitung (Jornal da Colônia) onde ao lado da família trabalhou por mais de 30 anos nas funções de diretor e redator. Foi também prefeito de Joinville e Deputado Estadual.

Sucedo a fundadora acadêmica Elly Herkenhoff, historiadora, uma mulher do seu tempo com vários livros publicados “Era uma vez um simples caminho”, “O observador as margens do Rio Mathias”, “Joinville: Nossos Prefeitos” e “A História de Imprensa de Joinville”.

Venho para esta Academia com objetivos bem claros e traçados. Colaborar de todas as formas para o fortalecimento desta que é uma das mais importantes Academias do Estado de Santa Catarina e tem por objetivo fomentar a promoção do desenvolvimento das Letras e das tradições culturais da cidade de Joinville. Trago para esta academia a minha experiência de ter dirigido a:

Biblioteca Pública Rolf Colin, que na minha gestão fez dos saraus das quartas-feiras, um dos mais importantes eventos da cultura popular da cidade.

O Arquivo Histórico de Joinvilleonde em conjunto com os valorosos técnicos da casa criamos a galeria dos ex-prefeitos de Joinville em um dos mais importantes resgates históricos da política da nossa cidade. Nominando todos os prefeitos desta cidade do império até república e os dias atuais.

A Fundação Municipal Albano Schmidt – Fundamas,com diversas parcerias resgatamos o seu viés formador de mão de obra nos seus cursos profissionalizantes. Fazendo a instituição ter de volta o respeito dos empresários da cidade oferecendo a eles e a comunidade mão de obra qualificada. Permitimos a homens, mulheres, jovens e idosos a possibilidade de voltar a sonhar com empregabilidade, empreendedorismo e renda.

OComitê Estratégico de Educação do Instituto Joinville conseguimos fazer com que as empresas da cidade e os setores de educação estivessem a mesma mesa para definir as necessidades reais do mercado, potencializando os alunos para emprego imediato ao final dos seus cursos. E ajudando as instituições de ensino a não abrirem mais cursos sem demandas de vagas e abrirem outros com grande demanda de empregabilidade.

O Conselho Municipal da Juventude atuei forte no fomento de políticas públicas para a nossa juventude, pois tinha e tenho a convicção, que quanto mais políticas públicas nós tivermos para a nossa juventude, menor será o custeio

A experiência de Jornalista com mais de uma década de atuação no Jornal A Notícia e no Jornal de Santa Catarina, nas rádios Colon AM e FM, no Jornalismo da Rádio Arca da Aliança e de Apresentador na TV da Cidade.

E a experiência de ter atuado como assessor de comunicação no Senado Federal, na Câmara Federal, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina e na Câmara de Vereadores de Joinville. Além de todo o trabalho junto a base da igreja católica na coordenação do Retiro dos Jovens Amigos no Amor Fraterno – Rejaaf, na Paróquia Santa Luzia, no bairroParanaguamirim, no Movimento de Casais em Segunda União e na Pastoral da Comunicação da Paróquia Cristo Ressuscitado, bairro no Floresta.

Entre as minhas muitas tarefas está a missão de aproximar a Academia dos estudantes de todos os níveis do ensino fundamental ao ensino superior. Esta convicção tenho pois participei dos grupos poéticos Poemarte e Suplemento Literário a Ilha, que me permitiram mostrar os meus dotes poéticos na tenra idade. Quero atuar como fomentador e facilitador do surgimento de novos escritores nesta cidade independente de idade e condição social.

Falo isso com muita tranquilidade pois sou filho dos movimentos literários das escolas públicas de ensino médio de Joinville e cheguei com minha Poesia na Universidade, no curso de História da Furj/Univille, com conhecimento adquirido no então Conjunto Educacional Governador Celso Ramos.

Sobre apoiar novos escritores, poetas, contistas, cronistas do ensino fundamental da rede pública de Joinville falo de cadeira e com muita segurança. Diariamente na condição de professor efetivo de História do Fundamental 2 da Secretaria Municipal de Educação nas Escolas Municipais Nelson de Miranda Coutinho e Professor Oswaldo Cabral me deparo com verdeiras pedras brutas da nossa cultura que precisam somente serem lapidadas para conquistar o seu espaço no concorrido meio literário.

Na condição de imortal a partir de hoje não vou medir esforços para ombro a ombro com os demais acadêmicos para consolidar os alicerces desta tão bem estruturada Academia de Letras. Sem esquecer que a Melhor Casa é uma casa de amigos.

O meu boa noite e o muito obrigado.

Joinville – Santa Catarina

Reginaldo Jorge dos Santos
COMPARTILHE: