ūüďē Recep√ß√£o a Reginaldo Jorge (Vieira)

Recepção a Reginaldo Jorge   11/11/21

Minha saudação à presidente da Academia Joinvilense de Letras ,  Sra Maria Cristina Dias. Minha saudação aos colegas eminentes Acadêmicos.

Sauda√ß√£o aos¬† empossados hoje, Maria de lourdes Bello Zimath e √†quele que, por delega√ß√£o desta augusta assembl√©ia, tenho a honra e felicidade de recepcionar: o amigo e destacado¬† escritor Reginaldo Jorge dos Santos, para ocupara a cadeira n√ļmero n¬ļ 29, que pertenceu a Elly Herkenhoff, tendo por Patrono Otto Boehm.

Saudação especial aos familiares e amigos, senhoras e senhores  que nos prestigiam com suas presenças.

Aqui estamos, neste nobre sal√£o, reunidos em favor da cultura e da arte. Quantos eventos aqui ocorreram, quantos nomes desfilaram, quantas vozes se ergueram, quantas ideias ecoaram neste templo que poderia ser chamado de pal√°cio da arte, cultura e lazer de Joinville.

Pois hoje aqui estamos, reverenciando e sentindo essas vibra√ß√Ķes dos vultos do passado, empenhados em contribuir, agregar e homenagear o saber, atrav√©s da nossa Academia Joinvilense de Letras.

Sempre ser√° bom lembrar que nos sal√Ķes desta Sociedade Harmonia-Lyra, em 1969,¬† ocorreu a solenidade de inaugura√ß√£o da AJL,¬† com a presen√ßa de personalidades renomadas no meio intelectual brasileiro, como o¬† escritor Aur√©lio Buarque de Holanda Ferreira, que representava, no ato, a Academia Brasileira de Letras.

Ao longo desses 52 anos esta casa tem reluzido pelo brilho do saber cumulativo de seus eméritos membros, que esbanjam beleza e arte nos seus poemas e prosas, menos deste que vos fala e que a cada dia aprende, se emociona e se alimenta da fartura das poesias e dos textos deles, publicados por esta Academia.

E se somam novos valores, neste bom ano de 2021: chegaram Bernadéte Schatz Costa e Elizabeth Aparecida de Castro Mendonça Fontes  e, hoje, tomam posse a querida e atuante Maria de Lourdes Bello Zimath, a Tuti, e o jornalista e escritor Reginaldo Jorge dos Santos.

Reginaldo Jorge atuou durante quase duas d√©cadas¬† como rep√≥rter no Jornal A not√≠cia e no Jornal de Santa Catarina, nas r√°dios Cultura AM, Colon FM e AM, Arca de Alian√ßa (a antigaDifusora) e na TV da Cidade. √Č graduado em Hist√≥ria pela Universidade da Regi√£o de Joinville (Univille), com especializa√ß√£o em Hist√≥ria e Historiografia do Brasil. Desempenhou a fun√ß√£o de Assessor de Comunica√ß√£o na C√Ęmara de Vereadores de Joinville, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina e no Senado Federal. Dirigiu a Biblioteca P√ļblica Rolf Colin, o Arquivo Hist√≥rico e presidiu a Funda√ß√£o Municipal Albano Schmidt. √Č professor¬† ¬†de hist√≥ria nas escolas municipais Oswaldo Cabral e Nelson de Miranda Coutinho e desenvolve um projeto dentro do novo ensino m√©dio na Escola de Ensino M√©dio Nagib Zattar, no bairro Jardim Para√≠so, na disciplina eletiva de Praticas e Linguagens no Campo Midi√°tico, que tem por objetivo a cria√ß√£o de uma r√°dio experimental naquela escola.

Natural de Itaja√≠¬† e¬† em Joinville h√° cinquenta anos, √© ativo participante do cotidiano cultural da nossa cidade.¬† Reginaldo integra uma fam√≠lia de jornalistas: Sua sobrinha Talita Rosa foi √Ęncora do Jornal estadual da NSC TV, seu¬† irm√£o Anildo Jorge foi editor de esportes do Jornal A Not√≠cia, seu sobrinho Jean Fa√≠sca √© comentarista de esportes da 89,5 FM e outro sobrinho, Diego Santos tamb√©m atuou no esporte do AN.

J√° o conhecia atrav√©s dos seus artigos, opini√Ķes e da sua atua√ß√£o pol√≠tica, mas foi atrav√©s do seu trabalho como autor do livro Dona Herondina¬† a Professora de Joinville, minha saudosa m√£e, que pude me tornar mais pr√≥ximo de Reginaldo e perceber nele um jornalista-escritor sens√≠vel e completo.

Tenho a convicção total de que a Academia Joinvilense de Letras hoje se alegra, se eleva e honra seu passado com sua presença, querido amigo Reginaldo.

Aqui terás a amizade  te rodeando e o incentivo te abraçando, para que a inspiração continue fecundando os teus dias.

Seja bem-vindo!!

COMPARTILHE: